Quarta-feira, 10 de Novembro de 2010

Há quem deseje a vinda de um ditador

Dadas as agruras da situação social e política há quem aspire já a vinda de um novo ditador, estilo "O Salvador da Nação", relembram Salazar com saudade e o seu regime. Salazer teve muitos defeitos mas confesso que teve algumas virtudes: pelo menos era um político honesto, que acreditava na sua doutrina e seguiu à risca o seu rumo - embora estivesse errado, pois estava parado no tempo e não compreendia que o mundo tinha mudado no pós guerra; Salazar não se serviu da política para criar património - embora muita gente o tenha feito à sua custa; fez uma ponte que atravessa o Tejo em Lisboa sem qualquer ajuda externa; deixou os cofres cheios de ouro; Portugal era mesmo um dos países com maiores reservas desse metal, daí a estabilidade da nossa moeda. Portugal ser um país rico e conseguiu suportar várias guerras em simultâneo; porém o povo português, mòrmente o que vivia no continente, vivia na miséria e muitos portugueses tiverem que emigrar (para as colónias e outros países) então para fugir à miséria para onde este povo parece regressar agora de novo, infelizmente. Contudo, cuidado! Salazar já morreu, não voltará e outro ditador que apareça poderá só ter defeitos. Têm-nos havido muito diferentes e para todos os gostos, como por exemplo: Salazar, Francisco Franco, Hiter, Staline, Fidel Castro, Mao Tsé-Tung, Pinochet, Bokassa, Mugabe (Presidente do Zimbabwé que não se importa de afrontar o ocidente ao impor a sua vontade contra tudo e todos e nem sequer aceitou a sua derrota eleitoral). e outros mais "soft" que dominam habilmente o poder, manobrando os meios de informação e por essa via a opinião pública. Assim, quem declara desejar um novo ditador deve ser mais comedido porque poderá sair-lhe um que não espere e não goste.
free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 16:50
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010

A falência do país é quase certa

Os portugueses têm que abandonar os políticos corruptos que nos têm governado e apostar sem medo numa verdadeira esquerda. Não tenham receio e se nos obrigarem a abandonar o euro não será o fim. Acredito que até seria melhor, desde que fossem adoptadas políticas corajosas, mas quando digo corajosas não me refiro a sobrecarregar ainda mais os portugueses pobres e de classe média com sacrifícios, mas indo buscar os custos do acerto de contas a quem provocou a situação e a quem tem beneficiado com ela.... Uma coisa é certa: desde que entrámos no euro, a poupança dos portugueses ficou logo desprezada porque se criou a ilusão que o dinheiro fluiria sempre para cá e com juros irrisórios, mas um país não pode viver de forma sã sempre em défice para com o estrangeiro e o que aconteceu seria inevitável. Há por isso que reconstruir de novo este país que assim não tem futuro. Não há que ter medo: Os brasileiros apostaram em Lula, que tinha sido um operário e era por isso considerado por muitos como não tendo formação para governar o Brasil; provou precisamente o contrário. Por cá vivemos enfeudados aos dois partidos que nos governam há 30 anos e que são os responsáveis pelo que estamos a viver, porque, ao contrário do que dizem, a crise não é mundial!
free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 12:29
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Novembro de 2010

ADSE, esse invejável Sistema de Saúde

Muitas Empresas (as boas) oferecem aos seus trabalhadores seguros de saúde bem mais generosos do que a ADSE; outras têm sistemas de saúde próprios, também melhores do que a ADSE; isto para não falar dos sistemas de saúde dos membros das forças militares e militarizadas que também são do Estado e bem mais generosos para os seus beneficiários que a ADSE. Mas os média "envenenam" sistemáticamente invocando as regalias da ADSE e esquecem tudo o resto. Que objectivos obscuros em vista? porque criam esta onda de revolta contra os beneficiários da ADSE, um sistema co-financiado pelos trabalhadores comulativamente ao seu co-financiamento do SNS universal? 

 

Mais: quando um beneficiário da ADSE é atendido pelo SNS a conta do serviço prestado é enviada à ADSE para que seja paga ao SNS. Mas os FPs também pagam impostos e contribuem também para o SNS pelo que nem isso deveria acontecer. Os medicamentos receitados pelo SNS aos beneficiários da ADSE são comparticipados pela ADSE (e não pelo SNS). As dificuldades da ADSE em cumprir as suas obrigações para com as farmácias e laboratórios também advêm daí e se a ADSE acabar imediatamente o SNS irá ficar de imediato sobrecarregado com a afluência de milhares de Funcionários Públicos que são hoje atendidos nas clínicas e hospitais privados. O resultado está à vista, dado que os Centros de Saúde e os hospitais públicos já estão saturados e com dificuldade em responder às necessidades. Só escapará ao colapso quem tiver um bom Seguro de Saúde (pago pela Empresa ou não) ou um dos outros sistemas de saúde especiais do Estado que referi acima. Quanto aos Seguros de Saúde, cuidado com eles: servem na perfeição para as pequenas doenças mas para casos complicados depressa se esgota o "plafond" (valor máximo que pagam) e depois os seus benificiários terão que pagar do seu bolso os tratamentos ou ir ao SNS tal como os restantes cidadãos.

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 16:31
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Mais um grande incêndio, ...

. DRONES E A LEGISLAÇÃO PAR...

. Polícia de Alfragide acus...

. Incêndio em Figueiró dos ...

. Chegou o calor, chegaram ...

. Acabou o "Zé da Burra o A...

. A RTP já tem mais dois ca...

. A ASCENSÃO DAS MÁQUINAS

. Reunião na ilha de Ventot...

. Portugal está em guerra c...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds