Segunda-feira, 16 de Julho de 2012

A Crise económica atinge mais duramente a Espanha

A Espanha e os espanhóis começaram agora a sentir mais duramente a crise provocada pela queda económica do ocidente, por via da globalização selvagem que o ocidente abraçou; quem se seguirá? a Itália? e depois? uma a uma as economias da UE estão a ruir tal qual um dominó. As economias mais fracas serão as primeiras a sofrer mas as mais fortes acabarão também por sucumbir; e tudo se passará mais depressa do que muitos esperam.

 

Quanto ao nós, portugueses, somos um povo velho, triste, dócil, desiludido, fracamente mobilizável (60% dos eleitores nem vota), individualista, apelidado injustamente de pouco dado ao trabalho (ver abaixo *), que não reage às agressões de que já foi e continua a ser vítima; nem o facto da classe política do arco do poder que nos tem governado praticamente desde o 25 de abril se ter mostrado incompetente e que haja fortes “indícios” de corrupção generalizada tem motivado o nosso povo para um verdadeiro protesto. Um povo que sempre desculpa os corruptos com a justificação de que "são todos iguais quando chegam ao poleiro". A corrupção continuada e impune antecipou alguns anos a crise económica. Pelo nosso código civil é muito díficil conseguir qualquer prova válida em Tribunal e quando gente poderosa está envolvida todos os recursos são utilizados para imobilizar o sistema, por isso apenas têm sido condenadas algumas poucas dessas pessoas e apenas por corrupção passiva, as quais nunca chegam a cumprir a pena sentenciada porque os seus recursos vão subindo de instância em instância até à prescrição final; é que a justiça portuguesa é bem lentinha e estes casos demoram dezenas de anos a apreciar e a resolver e entretanto prescrevem e pronto "acabou-se o crime". Aconselho a que vejam vídeo no Youtube com o debate sobre a Corrupção do ex-ministro Medina Carreira e Paulo Morais apresentedo na SIC já há algum tempo. O bom povo português tudo suporta e a crescente criminalidade comum mais violenta que começa a verificar-se em Portugal é geralmente praticada por estrangeiros que por cá circulam e não por nacionais.

 

Apenas algumas manifestações exporádicas e greves simbólicas inconsequentes para o rumo da política geral do país têm acontecido por cá, organizadas pelos grupos profissionais mais qualificados, mais esclarecidos e com maior poder económico relativamente aos restantes assalariados. Quanto às estatísticas do desemprego em Portugal, elas não são fiáveis porque excluem muitos verdadeiros desempregados e não seria de admirar que fosse o dobro do índice oficial com a agravante da segurança social ser apenas simbólica no apoio ao desemprego. Foi também drásticamente reduzido o apoio à natalidade, infância, educação, saúde (ou na falta dela) e velhice. Tudo nos tem sido retirado a pouco e pouco; Agora vêm os sucessivos aumentos dos bens essênciais, como a eletricidade, a água, o gás, transportes e de todos os impostos e taxas. Quem tiver um património no valor de 20 mil euros já não terá direito a qualquer ajuda do RSI (rendimento mínimo) e terá que vender a "barraca" e ir viver para debaixo da ponte para não morrer à fome...O povo português tudo suporta, talvez pela sua tradição fatalista que o leva ao fado ao som da viola e da guitarra.

 

O caos social deverá começar na nossa vizinha Espanha e chegar-nos cá depois por contágio devido à sua proximidade. É que os espanhóis não irão suportar os sacrifícios que os portugueses já hoje conformadamente suportam.

 

 (*) Lembro que Portugal tem muitos dos seus cidadãos no estrangeiro e que muitos continuam a tentar a sua sorte fora do país, onde são considerados competentes, honestos e trabalhadores. Não se pode é esperar que um ser humano trabalhe alegremente por um vencimento que nem dá para pagar a renda de casa. Em Portugal os salários são baixos mas não o custo de vida... Finalmente uma boa notícia: O Canadá parece estar disposto a aceitar trabalhadores portugueses para a construção civil. Agora quem quizér e estiver em condições de ser aceite corra logo à Embaixada do Canadá para tentar a sua sorte.

 

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 21:30
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Mais um grande incêndio, ...

. DRONES E A LEGISLAÇÃO PAR...

. Polícia de Alfragide acus...

. Incêndio em Figueiró dos ...

. Chegou o calor, chegaram ...

. Acabou o "Zé da Burra o A...

. A RTP já tem mais dois ca...

. A ASCENSÃO DAS MÁQUINAS

. Reunião na ilha de Ventot...

. Portugal está em guerra c...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds