Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2013

A Taxa de Desemprego em Portugal

Creio que os portugueses gostariam de ver explicado o motivo porque a "TAXA DE DESEMPREGO OFICIAL" não coincide com a "TAXA DE DESEMPREGO REAL". Nas estatísticas aparecem em geral estes dois valores, sendo o valor "OFICIAL" sempre inferior ao "REAL". 

Será que os políticos vêm nisso alguma vantagem? Será para confundir os portugueses? Será para mostrar aos estrangeiros uma realidade falsa em termos de desemprego?

 

Nestas condições, tendo em consideração que há países com uma taxa de desemprego superior à portuguesa, como é o caso da nossa vizinha Espanha, poderão até considerar que o país poderá muito bem acomodar mais 5 ou 10% de desemprego à sua taxa; eventuais interessados em trazer para cá os seus investimentos poderão decidir que  poderá ser mais arriscado porque poderão não encontrar mão de obra disponível em quantidade suficiente; os nossos parceiros da UE terão mais dificuldade em avaliar as nossas dificuldades e exigirem-nos maior esforço para acerto das contas públicas mais rapidamente. A quem interessa o logro?


 

O actual governo do PSD/CDS, liderado por Passos Coelho, tem vindo a baixar o preço das horas extraordinárias, incentivando dessa forma as empresas a se servirem da lei para exigirem dos seus trabalhadores mais horas de trabalho, em muitos casos, para suprirem necessidades permanentes de mais pessoal. As horas extraordinárias apenas são admissíveis em casos de necessidade ocasional; de contrário as empresas devem ADMITIR O PESSOAL DE QUE NECESSITAM. Os desempregados deste país agradeceriam e também muitos dos trabalhadores obrigados a trabalhar para além do seu horário normal de trabalho. Tendo em consideração a TAXA REAL DE DESEMPREGO, seria de esperar que o governo se empenhasse em criar leis e, sobretudo fazê-las cumprir, que evitassem os abusos. Mas não! Pelo contrário, com estas medidas, o governo está é a promover o desemprego indirectamente. Quanto à TROIKA, apenas lhe interessa o negócio que poderão fazer por cá e mais nada...  

 

A medida também não serve às empresas em crise e que estão a fechar, porque a essas não lhes falta mão de obra mas negócios, encomendas ou que lhes paguem as dívidas de mercadorias fornecidas e não pagas.

 


 

Veja como são feitos os cálculos do desemprego em Portugal e chegue você a uma conclusão  

 

 

 

 

 

 



free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 19:03
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Mais um grande incêndio, ...

. DRONES E A LEGISLAÇÃO PAR...

. Polícia de Alfragide acus...

. Incêndio em Figueiró dos ...

. Chegou o calor, chegaram ...

. Acabou o "Zé da Burra o A...

. A RTP já tem mais dois ca...

. A ASCENSÃO DAS MÁQUINAS

. Reunião na ilha de Ventot...

. Portugal está em guerra c...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds