Segunda-feira, 26 de Maio de 2014

O descontentamento não justifica a abstenção

Há quem, por variados motivos, defenda a abstenção. Mais uma vez se prova que isso em nada afeta a legitimidade democratíca dos escrutínios: os lugares disponíveis são todos distribuídos pelos resultados das eleições, quer haja uma abstenção de 10 ou de 70%.

 Tivémos recentemente, em 25 de maio de 2014, as eleições europeias de 2014 em que os resultados ainda provisórios (porque faltam os resultados do estrangeiro) foram:

PS: 31,45%

AP=(PSD+CDS): 27,70%

CDU=(PCP+Verdes): 12,69%

MPT (Partido da Terra): 7,15%

BE: 4,56%

Outros Partidos que não elegeram representantes + brancos + nulos: 16,45%

A abstenção ultrapassou nestas eleições os 63%, pelo que na cabeça de alguns portugueses menos instruídos políticamente pensariam, talvez, que isso iria retirar legitimidade ao ato eleitorar, o que é uma autentica burrice. Ora aí têm mais uma vez. 

Deixo-vos uma questão: de que serviu não votar como protesto pelo que se passa na política nacional? vão ficar alguns lugares por preencher nos assentos portugueses na UE? A desilusão e o descontentamento não justificam a abstenção, pois há sempre um leque de partidos em quem votar que são contra o poder instituído.

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 08:19
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De zita a 27 de Maio de 2014 às 11:33
Sabe o que são manifestações? É um movimento em que o povo se une para mostrar que estão juntos contra ou a favor de alguma coisa.
Sabe o que é uma revolta? É quando o povo está descontente e se manifesta contra alguma coisa.
Os meios usados para se fazer uma revolta ou uma manifestação são muitos e cada um descobre os que podem ser mais eficazes.
Está a ser preparada uma manifestação /revolta através da abstenção, apela-se a um boicote ás eleições.
Porque só assim poderemos ilegitimar os corruptos. è claro que agora cada um é que sabe se se quer unir à luta.Ou continuar a eleger sistemas corruptos e a legitimar corruptos que legislaram para que tudo lhes seja permitido.


De Zé da Burra o Alentejano a 11 de Setembro de 2014 às 15:08
Não há revoltas legítimas contra a vontade de um povo e em Portugal >75% está a favor do sistema.
Não se pode contar com os preguiçosos, desinteressados e medrosos. Se quem não vota é porque não encontra no boletim nenhuma pessoa ou grupo do seu agrado, então, pelo menos, que perca um pouco de tempo e anule o voto. Isso sempre teria algum significado.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Mais um grande incêndio, ...

. DRONES E A LEGISLAÇÃO PAR...

. Polícia de Alfragide acus...

. Incêndio em Figueiró dos ...

. Chegou o calor, chegaram ...

. Acabou o "Zé da Burra o A...

. A RTP já tem mais dois ca...

. A ASCENSÃO DAS MÁQUINAS

. Reunião na ilha de Ventot...

. Portugal está em guerra c...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds