Quarta-feira, 15 de Junho de 2016

Reduzir o grau de alcoolemia reduz as mortes na estrada por excesso de álcool?

Primeiro temos que definir o que é excesso de álcool? Quando se ultrapassa o valor máximo definido por lei para a condução considera-se que o condutor se encontra com excesso de álcool e isso pode acontecer a partir de 0.8, ou 0.5, ou 0.2, ou de 0.01 (qualquer vestígio de álcool no sangue ou simplesmente no sopro).

Então conforme o caso um condutor poderá estar inapto para conduzir dependendo isso apenas da lei em vigor no país ou no estado. Assim, se a lei em vigor estipular um grau de alcoolemia de 0.2 e o condutor está a conduzir com um grau igual ou superior a esse valor está contra a lei, mas se a lei permitir ir até 0.5 o condutor está perfeitamente apto para a condução com um grau de 0.4 (isto é com o dobro de álcool).

Ao se reduzir o grau de alcoolemia permitido por lei muitos condutores passam automaticamente a ficar inaptos para a condução apenas por esse facto sem que alterem minimamente os seus hábitos. Do mesmo modo muitos dos acidentes que antes não teriam acontecido por excesso de álcool passam a ser considerados como tal (notícia). Aqui funciona a lógica da pesca: quanto mais fina for a malha mais peixe fica na rede, não é?

Reparem que nunca me referi a condutores bêbados, coisa que não defendo, até porque isso não funciona de igual forma para todas as pessoas.

Por vezes tenho a sensação de que estas leis foram criadas mais para aumentar o número de infrações e respetivas coimas, para proteção e desresponsabilização das companhias de seguros, ou para promover bebidas alternativas (frequentemente refrigerantes com altos teores de açúcar) com prejuízo para o tradicional vinho de mesa, até porque os níveis estipulados são tão baixos que a isso levam os condutores.

A lógica da rede de pesca não serve para justificar cientificamente a redução dos teores de álcool na condução.

 

 

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 21:12
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Mais um grande incêndio, ...

. DRONES E A LEGISLAÇÃO PAR...

. Polícia de Alfragide acus...

. Incêndio em Figueiró dos ...

. Chegou o calor, chegaram ...

. Acabou o "Zé da Burra o A...

. A RTP já tem mais dois ca...

. A ASCENSÃO DAS MÁQUINAS

. Reunião na ilha de Ventot...

. Portugal está em guerra c...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds