Segunda-feira, 29 de Setembro de 2014

António Costa ganhou a liderança do PS

Muitos "socialistas" estarão agora hilariantes com a eleição de António Costa e o PS deverá ganhar as próximas eleições porque o líder escolhido tem na realidade mais condições de fazer frente ao PSD para as conseguir ganhar e com uma margem maior. Para que isso aconteça, deverá fazer promessas e mais promessas que sabe à partida não irá cumprir, característica mais difícil de assumir por António José Seguro.

 

No final, ainda que ganhe as eleições tudo ficará na mesma, como é evidente, pois ambos os partidos estão comprometidos com a situação caótica a que este país chegou: muita corrupção; elaboração de leis que dificultam e impedem a criminalização da corrupção; muito domínio da comunicação social; e a alteração da lei eleitoral por forma a assegurar maiorias absolutas com realidades nas urnas mais adversas (alteração da lei eleitoral).

 

Como estes partidos não são já capazes de se mudar a eles próprios nem o povo é capaz de sair do círculo vicioso em que anda há 40 anos: tudo continuará na mesma, seja com 60, 70 ou mais por cento de abstenção, o que não importa porque nunca afetou nem afeta as eleições futuras. A "alternância" irá continuar; ou deverei chamar-lhe "rotativismo", como era conhecido no séc. XIX, em que o poder era exercido alternadamente pelos dois grandes partidos políticos da época: o do centro-direita e o centro-esquerda. Na maior parte do período entre o Partido Regenerador e o Partido Progressista ou o Partido Histórico.

 

Entretanto os atuais partidos irão fazer oposição e no final do mandato tudo volta ao princípio. Existe apenas uma dúvida que é a de saber se o PS conseguirá encontrar uma "moleta", caso necessite dela, porque de contrário terá mesmo que procurar a solução de recurso PS+PSD.

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 17:37
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Maio de 2014

E se estas tivessem sido as ELEIÇÕES PARA O PARLAMENTO NACIONAL?

Se estas tivessem sido as eleições parlamentares iríamos ter uma de duas soluções:

- um governo de coligação do Partido Socialista com o MAP (de MarinhoPinto) ou;

- um governo da AP (PSD+CDS) com o MAP (de MarinhoPinto).

Elas serão o mais tardar já em 2015. Esperem porque um ano passa depressa...

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 15:41
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Maio de 2014

Depois das próximas legislativas PS PSD e CDS poderão apoiar o mesmo governo

Ainda estamos em campanha eleitoral para as eleições europeias, mas elas vão servir de teste para dar uma indicação a todos os partidos sobre a tendência de voto dos portugueses nas seguintes, as legislativas, que serão muito mais importantes para o país.

 

Nem o PS nem o PSD e o CDS coligados deverão atingir a maioria absoluta em qualquer um dos dois próximos atos eleitorais.

 

Em virtude da coligação do PSD com o CDS também não será possível ao PS fazer uma coligação apenas com o CDS para apoio a um governo contra a vontade do PSD, pelo que os três partidos PS PSD e CDS deverão acabar por colaborar no apoio a esse governo que mantenha o rumo das políticas atuais: a redução de direitos dos trabalhadores, a redução dos salários e das pensões, a redução dos apoios sociais e o aumento dos impostos sobre o trabalho e o consumo, tudo em nome do aumento do equilíbrio das contas públicas e da competitividade da economia portuguesaA exceção poderá ser o aparecimento de uma nova força política à qual o PS possa coligar-se e que aceite apoiar as políticas ultra-liberais e de submissão à União Europeia e à Alemanha que este país tem seguido e que o PS continuará a manter.

 

O PS sempre foi o partido de "alternância democrática" e continuará a sê-lo, por isso não esperem mudanças significativas com o PS no governo (de novo). E já lá vão 40 anos de alternância e de rotativismo.

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 05:07
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. António Costa ganhou a li...

. E se estas tivessem sido ...

. Depois das próximas legis...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds