Sexta-feira, 16 de Novembro de 2012

Quase 1500 nomeados pelo governo recebem subsídio de férias

Fiquei estarrecido quando li a notícia em título no meu post de que este governo nomeou 1500 pessoas que vão receber subsídio de férias (e se calhar também o de Natal), principalmente tendo em conta que o cortou aos reformados, funcionários públicos e das empresas públicas. Espero, pelo menos, que sejam gente com salários reduzidos de cerca de 500 euros, pois é imoral retirar-se aos que referi acima e depois ir nomear pessoas e dar-lhes o que foi tirado aos outros, numa espécie de Robin Wood mas ao contrário.  Veja a notícia abaixo (não precisa de link).

 

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 10:59
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2012

Governo não recua na eliminação dos subsídios de Férias e de Natal aos funcionários públicos, mesmo que venha a ser declarado inconstitucional, porque invocará "ser de interesse nacional".

O facto do governo dizer que não pode cumprir com os compromissos para com o exterior se não eliminar os subsídios de natal e de férias aos funcionários públicos (reformados e alguns pensionistas) é uma mentira descarada, porque a importância que poupa pode ser compensada através de um aumento do IRS, que é uma medida muito mais justa porque abrange todos os assalariados (e já só estou a falar desses). A medida alternativa, foi defendida em tempos pelo Presidente da República e em nada reduz a verba poupada com os atuais cortes nos subsídios, seria mais justa e permitiria reduzir o esforço dos funcionários públicos, porque abrangeria um universo muito maior. Assim, se o Governo invocar o corte dos subsídios de 2012 e de 2013 aos funcionários público (talvez para sempre) por "ser uma medida de interesse público", A MEDIDA CONTINUA INCONSTITUCIONAL POR NÃO SER VERDADEIRA. Tal ficou acima completamente comprovado em poucas linhas e sem necessidade de quaisquer contas à priori. 

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 14:21
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Outubro de 2011

Só os funcionários públicos e das empresas públicas vão descontar em 2012 e 2013 os seus subsídios de Férias e de Natal

Continuo sem entender porque só os funcionários públicos e das empresas públicas (para além dos reformados e pensionistas) vão descontar dos seus subsídios de férias e de Natal para ajudar a reduzir défice. Então se a medida estendesse a todos os trabalhadores não seria menos doloroso para os primeiros? A justificação do governo parece sem nexo: diz o nosso Primeiro Ministro que se o desconto fosse feito nos privados, então reverteria para o patrão. Porquê? isso só aconteceria se o governo quizésse. Então não poderia facilmente fazer uma lei que obrigásse a entidade patronal a depositar o montante retido nos cofres da SS ou das Finanças? Outra justificação é de que na FP a média dos ordenados é superior à dos privados (?). É natural que o salário dos professores, médicos, enfermeiros, polícias e demais técnicos do estado sejam superiores aos dos funcionários das empresas privadas, onde a sua maioria têm apenas a escolaridade básica, desempenham funções menos qualificadas e ganham frequentemente o salário mínimo nacional (esses ficariam isentos do sacrifício), mas nalgumas empresas privadas há funcionários altamente qualificados e esses ganham frequentemente mais do que os seus homólogos na função pública, por isso, muitos FPs. mais qualificados, que encontram emprego facilmente no privado, têm saído para trabalhar em empresas privadas, apesar das altas penalizações introduzidas para a sua aposentação antes de idade legal.

Se o governo sabe que todas as funções não qualificadas (porteiros, limpezas, jardinagens, cozinha...) têm vindo a ser contratadas a empresas privadas, que, obviamente, admitem esses trabalhadores para as executar e pagam-lhes muito pouco também. Só vejo uma explicação para a declaração governamental: querem pôr-nos a discutir este problema para não irmos mais longe nas nossas dúvidas, como questionarmo-nos sobre qual o motivo da retirada de direitos socias para os quais, muitas vezes, os trabalhadores até descontaram diretamente dos seus salários? porque aumentam a jornada de trabalho diária? porque retiram feriados e dias de férias? Porque não tocam em nenhuma das regalias de outros grupos? porque não eliminam a possibilidade de acumular três, quatro e mais pensões de milhares de euros cada uma? como foi que esses indivíduos conseguiram obter essas pensões? quanto descontaram para elas? durante quanto tempo? São direitos adquridos dirá o governo (?). Mas só esse grupo os têm agora? a Constituição Portuguesa já foi eliminada? ou já não garante direitos adquiridos para os trabalhadores?

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 11:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Quase 1500 nomeados pelo ...

. Governo não recua na elim...

. Só os funcionários públic...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds