Terça-feira, 11 de Julho de 2017

Polícia de Alfragide acusada de racismo e de tortura pelo Ministério Público

A acusação de racismo e de tortura dos policiais de Alfragide é notícia do dia. É claro que uns aplaudem (os queixosos) e outros (os visados) ficam apreensivos e cada um dá a sua versão dos acontecimentos, é natural!

Portugal está ainda muito pouco preparado para lidar com esta temática que poderia ser facilmente resolvida se os comandos escolhessem vários elementos que incluissem polícias de raça negra entre os que são destacados para este local, dado que a Cova da Moura é habitada em grande parte por gente de raça negra. Assim, depois, seriam ouvidas as versões dos polícias da mesma raça. É claro que estes polícias não seriam acusados de racismo porque eles próprios pertenceriam à mesma raça.

Esta fórmula não poderá infelizmente ser replicada para outras etnias e raças que não fazem parte da polícia portuguesa. Interessante seria saber também porquê: Será que não têm suficientes habilitações literárias? não se sentem atraídos pela profissão? enfim, seria um assunto que poderia ser estudado. Mas não concordo em criar exceções e facilidades para o ingresso na profissão, porque isso também seria uma forma de discriminação racial ou étnica, afinal o que se quer evitar.

 

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 09:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 1 de Outubro de 2013

Ciganos romenos em Paris, Madrid, Lisboa,...

A expulsão de ciganos romenos de França ou a sua hostilização pelos cidadãos dos países da UE mais afetados tem tido frequentemente uma abordagem deveras desonesta porque se põe normalmente em evidência a raça a que pertencem essas gentes, esquecendo que as verdadeiras vítimas são os cidadãos autóctones que os recebem:

 

1.º) O facto dessas gentes virem vagabundear sem objetivos de trabalho, mas tão só de mendigar, servindo-se, por vezes, de crianças para apelar ao sentimento dos cidadãos dos países onde se instalam (ou por onde passam) para conseguirem melhores esmolas;

 

2.º) Alguns vivem de expedientes vários e oferecem "serviços de limpeza" a para-brisas de automóveis junto a semáforos. Apesar do serviço ser ultrarrapido e deixar os vidros mais sujos do que estavam antes, o expediente resulta porque poucos automobilitas têm coragem de o recusar com medo de represálias;

 

3.º) Outros  sobrevivem à custa de pequenos furtos ou de criminalidade mais violenta;

 

4.º) Muitos menores são utilizados na prática de crimes porque os adultos e as próprias crianças sabem da impunidade criminal dos menores no ocidente;

 

5.º) Não têm as regras de civismo normais nos países para onde se deslocam em viaturas sem as mínimas condições de segurança, acampando em locais impróprios, em qualquer lado e até no centro das cidades numa atitude provocatoria para com os pacatos cidadãos locais. Em consequência, urinam e defecam "onde calha" (i.e."em qualquer sítio"), tornando insalubres os locais por onde passam ou acampam.

 

Assim, deixo algumas questões aos "defensores" da não discriminação: será que os cidadãos nacionais dos países por onde estas gentes se instalam (ou passam) podem fazer o mesmo sem serem incomodados pelas autoridades? será que também podem acampar onde lhes der na gana e fazer as suas necessidades fisiológicas em qualquer sítio? Não podem! e serão imediatamente punidos pelas autoridades se o fizerem, por isso são eles os discriminados se essas liberdades forem permitidas a outros. Mas este tipo de discriminação é perverso e muito perigoso, pois discrimina negativamente a maioria da população em favor de uma minoria. O nazismo e o sucesso de Hitler tiveram raízes semelhantes. Para que não volte a acontecer não podem haver exceções.

 

Convido-vos a dar uma olhada nos locais seguintes:

 

aqui para verem a notícia do desmantelamento dos acampamentos ciganos em Paris;

- ali para verem como vivem em Madrid;

acolá para verem como preparam os seus filhos para enfrentar o futuro;

além para verem que os próprios romenos têm dificuldade em lidar com os seus ciganos.

 

Poderíamos divagar ainda sobre o motivo porque a Roménia foi aceite na UE, mas isso está relacionado com a globalização selvagem e as vantagens competivas face aos baixos salários que lá se praticam e que estão a deslocalizar muitas unidades de produção para aquele país deixando milhares de cidadãos ocidentais no desemprego e na miséria.

 

free counter
publicado por Zé da Burra o Alentejano às 19:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Polícia de Alfragide acus...

. Ciganos romenos em Paris,...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds