Segunda-feira, 14 de Março de 2011

"Geração Rasca" ou "Geração à rasca"

Há quem chame a atual geração de jovens que têm hoje entre 25/35 anos a geração de "RASCA"; mais recentemente surgiu o termo "À RASCA".  Concordo mais com o segundo termo e acrescento mesmo que a atual geração está À RASCA porque a anterior - a dos seus pais, agora com cerca de 45/55 anos -, foi uma geração RASCA, porque deixou aos seus filhos esta pesada herança, porque não soube em devido tempo livrar-se dos políticos também RASCAS a quem confiou os destinos do país, os quais destruiram tudo o que tinha sido construído durante décadas, eis o resultado:

- Os políticos RASCAS venderam ao desbarato Empresas Públicas que dão hoje muitos milhões de lucros para meia dúzia de acionistas;

- Privatizaram serviços públicos para que também lucrem com eles à nossa custa, serviços que até durante o anterior regime eram prestados pelo Estado;

- A indústria foi votada ao abandono (veio a AUTOEUROPA que quando sair de Portugal deixa este país na miséria);

- As nossas pescas foram reduzidas;

- Tal como a nossa agricultura;

- Ficámos com um ensino básico pouco exigente, porque é só para satisfazer estatísticas e para retirar os jovens do mercado de trabalho;

- Deixaram ao afundar do país na criminalidade mais ou menos violenta se penas exemplares para os poucos que são capturados, julgados e condenados;

- Os serviços públicos que restaram continuam a degradar-se, incluindo os cuidados saúde sem alternativas, dado os fracos recursos económicos dos portugueses;

- O direito a uma reforma justa ao fim de uma vida inteira de trabalho (e de descontos) é cada vez mais uma miragem, pois aumentaram a idade das reformas, mesmo com prejuízo do acesso dos jovens aos poucos empregos que ficariam disponíveis;

- A distribuição de riqueza é cada vez mais desequilibrada e injusta;

- O aumento das qualificações dos jovens em nada os beneficia, ao contrário do que sempre lhes foi dito. Os jovens e os seus pais sacrificaram-se para lhes dar uma maior instrução para nada. Foram enganados;

- A justiça cada vez mais cara, morosa e uma mirangem. Muitas pessoas já nem apresentam queixa em Tribunal por prejuízos porque não acreditam na Justiça. Isso também é mau para quem predente investir em Portugal, porque se algo correr mal não mais vê os problemas resolvidos;

- Construiram muitas autoestradas com dinheiros que nos foram entregues pela União Europeia mas criaram portagens insuportáveis e as estradas nacionais ficam cada vez mais cheias com veículos que deveriam aproveitar as autoestradas.

- Enquanto os portugueses se afundam só faltam construir o TGV e um novo aeroporto com dinheiros públicos e da UE, para lucro das Empresas privadas que os irão explorar, com a garantia de lucro acordado, dada pelo Estado português, que as compensará em caso de falha. Por mim, poderiam fazer todas essas obras e muitas mais, desde fossem por conta e risco das Empresas que vão beneficiar dos lucros (se os houver).

 

E quando os pais dos jovens à rasca morrerem, em que situação ficarão estes jovens? será que vão herdar as reformas recusadas aos seus pais? ou entrará finalmente tudo no caos?

 

publicado por Zé da Burra o Alentejano às 15:10
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. "Portugal precisa de ultr...

. Mais um grande incêndio, ...

. DRONES E A LEGISLAÇÃO PAR...

. Polícia de Alfragide acus...

. Incêndio em Figueiró dos ...

. Chegou o calor, chegaram ...

. Acabou o "Zé da Burra o A...

. A RTP já tem mais dois ca...

. A ASCENSÃO DAS MÁQUINAS

. Reunião na ilha de Ventot...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds